Autor Tópico: Review do set 8943 - Axalara T9  (Lida 8937 vezes)

21 de Dezembro de 2009 - 21:24:09 pm
Lida 8937 vezes

Guiler

  • *
  • Information
  • Legoland
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 775
  • ? ? ?
    • brickshelf-Guiler717
    • Minha galeria no deviantArt
Review do set 8943 - Axalara T9


Referência: 8943
Nome: Axalara T9
Tema: BIONICLE
Subtema: Veículos de Batalha
Ano de Edição: 2008
Número de Peças: 693
Preço LEGO®: $79,99 no S@H (USA) e £48.95 no S@H (UK)
Preço no Brasil: R$376,90
Instruções: Sim, 3 manuais (presente no site oficial de BIONICLE)
Adesivos: Não
Minifigs: Não
Modelos alternativos: Não
Lista de peças: sim, nas últimas páginas do terceiro manual de instruções.


A caixa



A Caixa deste set é bem grande, e possui formato em comum em relação a sets do mesmo porte, pertencente a outras linhas (como Technic, por exemplo). Por ser o maior set de BIONICLE no mercado até a primeira metade de 2009, as proporções de sua caixa era característica dentro do tema, mas com o lançamento do set 8996 o Axalara T9 deixou de ser o único com tais proporções. Assim como nas caixas dos demais Veículos de batalha, a caixa do Axalara T9 possui uma espécie de “tampa” anexada á base da caixa. Para abri-la, basta destacar os picotes posicionados nas laterais (como se vê nesta foto, ao alto da caixa). A caixa tem um bom tamanho, e a disposição do seu sistema de abertura proporciona segurança para estocar as peças, mas nem metade do set inteiro cabe na caixa. 

Quanto ao rótulo: na parte frontal, observa-se a imagem em CGI do Axalara T9 com o seu piloto, sobrevoando uma região pantanosa. Há o logo BIONICLE, o logo da LEGO, a faixa etária indicada (10-16 anos), o site de BIONICLE e uma imagem no canto inferior esquerdo indicando o piloto e a sua máquina. Na parte de trás, há uma imagem do piloto e do veículo, ao lado há uma imagem mostrando os outros veículos de batalha pertencentes á linha. Na parte debaixo, há uma seção de ilustrações exemplificando algumas funções do Axalara T9, como a movimentação dos “tri-braços”, do dispositivo para aterrissagem, da abertura das tampas laterais, contendo os Midak Skyblasters e também ilustrando a função de disparo.
As medidas da caixa são aprox. 57cm X 38cm.



As peças:

Como o set em questão é um set BIONICLE de porte grande (o maior veículo de batalha do mercado, á altura em que foi lançado), espera-se uma boa quantia de peças Technic, como eixos de diversos tamanhos e “liftarms”, ou painéis para cobrir a construção. Este set possui exatamente 693 peças e utiliza na construção da figura 36 peças, enquanto o veículo conta com as outras 657 peças.
 
Na altura em que foi lançado, o set incluiu quatro moldes de peças que eram novidade até então: o visor com quatro hastes (61819), o painel Technic curvado de tamanho 11 X 3 (62531), O painel/escudo BIONICLE (61805) e a máscara Kanohi Miru Nuva adaptada para pilotagem do Axalara T9 (61815). Destaco a quantia de 12 painéis Technic encurvados, 58 Pinos Technic triplos (6558) e 73 Pinos Technic duplos (4459) incluídos no set, um fortíssimo ponto a favor do set.

O novo visor incluído (61819) é ligeiramente, milimétricamente mais longo do que o visor anterior (57702).

Além das peças novas, o Axalara T9 possui algumas peças recoloridas (moldes já usados em outros sets, porém com cores diferentes) e uma grande quantidade de peças Technic comuns, como até mesmo rodas, como as 55982, 56145 e 41896. O Axalara T9 pode não ter tantas peças prateadas (Pearl Light Gray) como o 8942, mas ainda sim tem umas “peças BIONICLE” prateadas bem interessantes, especialmente as asas 60935 61800. Para detalhes mais avançados a respeito do inventário de peças do set em questão, recomendo que analisem o inventário no Bricklink.

No quesito peças, o set é excelente. Uma boa fonte de peças Technic, muito aproveitáveis para MOCs.
 


A construção:
 


A construção do piloto é basicamente o padrão para os sets deste porte. São 13 articulações de Balljoints seguidos pelo encaixe das "armaduras" e máscara. Uma construção simples, sem mistério algum para os acostumados. Em outras palavras, é praticamente o mesmo que o set 8686, com pequenas alterações (como ausência de armas).

Já a construção do veículo é uma construção complexa e aplicada, que deve ser seguida corretamente para desenvolvimento posterior das funções. A estrutura da base do veículo em si é um pouco repetitiva, mas a construção dos “tri-braços”, na traseira, é deveras interessante. A base conta com encaixes e posições diferenciadas de alguns liftarms. Para criar a alça (uma pequena estrutura localizada na parte inferior do veículo, que permite a pessoa segurar o veículo de uma forma prática), por exemplo, alguns liftarms da estrutura do veículo ficam em posição transversal. A parte do meio do veículo é a que conta com todas as funções. Pares de Knob Wheels (32072) em conjunto com longos eixos Technic conectados aos tri-braços do veículo são responsáveis pelo movimento dos tri-braços. Numa parte ligeiramente á frente desta base, cria-se outra estrutura com as Knob Wheels, e esta parte, conectada á outra através de um eixo Technic, é que comandará a função de abertura dos compartimentos das armas de disparo.

A construção não tem erros, mas no quesito jogabilidade veremos que em função dos tri-braços, nem todas as figuras BIONICLE do porte do piloto podem caber no assento.
Vale notar que há um compartimento vazio no veículo (como se vê nesta foto). Sua parte exterior é um segmento da parte externa do compartimento das armas de disparo, mas seu interior é um espaço vazio que pode(ria) ser aproveitado de alguma maneira.

Podemos dizer que o veículo tem em sua base, três níveis de altura (sem contar a alça, o aparato de aterrissagem e os tri-braços), ou seja, três “andares” de liftarms com espaçamentos entre cada um. Uma imagem mais explícita pode ser vista neste link. A construção é bem setorizada, o que a torna mais organizada e não tão cansativa quanto poderia ser. A comum organização dos saquinhos de peças, relacionados ás etapas de construção dos 3 livretos de construção é um fator que contribui para o entretenimento durante a construção.

No geral, a construção é muito bem desenvolvida e é divertida, por mais que a base seja um pouco repetitiva. Uma vez montado, o veículo possui cerca de 52cm de comprimento e 30cm de altura.



Fim da Parte 1

21 de Dezembro de 2009 - 21:30:44 pm
Resposta #1

Guiler

  • *
  • Information
  • Legoland
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 775
  • ? ? ?
    • brickshelf-Guiler717
    • Minha galeria no deviantArt
Parte 2

O Design (desenho)

A forma do veículo é bem controlada, sem desvios notáveis no esquema de cores e sem muitas aberturas na parte externa, além de não possuir tanta divergência de cores por parte de pinos ou eixos Technic com cores diferentes á mostra. Do modo em que os painéis Technic encurvados (62531) se encaixam bem no desenho e esquema de cores, a impressão que dá é que foram feitos exatamente para este propósito (além do mais, este set é um dos 3 primeiros a incluí-los, sendo os outros dois o 8941 e o 8698). Um interessante detalhe é que as asas 61800, na cor Pearl Light Gray, servem como segmento dos liftarms cinzas da parte externa da base do veículo (como mostra esta foto).

A parte traseira do veículo ainda acompanha aparatos que indicam que o veículo é veloz, como suas turbinas traseiras (vejam aqui ou aqui). E estas, juntamente ao bem elaborado desenho dos tri-braços, contribuem para o desenho do set.


O piloto tem uma estrutura simples, mas um desenho relativamente agradável. Seu esquema de cores só chega a ser quebrado pelos seus pequenos pés pratas, que logicamente deveriam ser substituídos por cinza.
Sua máscara (vejam nesta foto) é muito bem desenhada, e possui alguns traços em relação á sua forma anterior, mas foge do desenho da primeira Kanohi Miru Nuva. Um fator contra, se for considerar que na estória oficial uma Kanohi mais parecida faria bem mais sentido, mas um fator a favor, pelo bem elaborado desenho agressivo, independente de lembrar ou não o personagem original (Lewa). E ainda neste ponto, vale ressaltar que uma máscara com desenho tão agressivo (como indicam os espaços dos olhos) não faz muito a cara do Toa Lewa.

Um fator contra neste aspecto, por parte do piloto, é a sua desproporção, como pode se notar, ele possui imensos braços e pernas bem magricelas. Mas isso é um fator que beneficia a sua relação com o veículo, pois braços longos permitem que ele segure nas alças, e pernas curtas podem ser mais dobráveis na posição necessária para que ele caiba no veículo. No geral, o desenho é muito bom, mas está sujeito a ligeiras alterações.



Jogabilidade


A jogabilidade é excelente. As funções do veículo beneficiam este fator, tornando a brincadeira mais divertida. E é claro, para facilitar o manuseio, contamos com a alça presente debaixo do veículo. Brincar com dois veículos de batalha, então, é melhor ainda (o outro veículo na foto é o 8942)! E para garantir que o veículo pare em pé uma vez pousado, há o aparato de aterrissagem.

A presença de peças de rodas como alavancas (presentes na parte mediana do veículo) facilita o desenrolar das funções do veículo. Cada roda, ao ser girada, desempenha uma função. As respectivas rodas e as funções que desempenham podem ser vistas na imagem. Este sistema é muito interessante, e facilita uma jogabilidade sem maiores dificuldades.

Só que ainda sim algumas coisas poderiam ser melhoradas. Os tri-braços, apesar de disporem duma excelente função de movimento, dificultam o posicionamento de qualquer figura BIONICLE deste porte como possíveis pilotos alternativos.


As fotos acima nos mostram, respectivamente, o problema de uma incorreta disposição do piloto (determinadas posições implicam em travar o movimento dos tri-braços) e o pequeno espaço disponível para o piloto pôr os pés, o que impede qualquer figura com pés largos de se encaixar bem no veículo. Sendo assim, tal como no quesito de desenho, o de jogabilidade requer ligeiras mudanças.



Outros
(No caso, detalhes da estória oficial e críticas)
O piloto do Axalara T9, de acordo com a estória BIONICLE, é o mesmo personagem dos sets 8535, 8567 e 8686. O último é o único que traz aparências convincentes, pois os outros dois foram lançados a um bom tempo (2001 e 2002, respectivamente), onde o esquema de cores do tema BIONICLE contava com cores mais claras (como o verde original) e com uma forma de construção bem diferente. Possuíam ainda funções de movimentos dos braços através de engrenagens. Analisando a falta de aparência dos dois primeiros com os dois últimos, por parte da falta de relação entre estória oficial e sets comercializados, percebe-se que os nomes dos Toa Mata e Toa Nuva, reutilizados em 2008 nas linhas Phantoka e Mistika, se deve somente por motivos comerciais. Ao invés de lançar novos personagens, o que os “Toa” Mistika e Phantoka aparentam ser, foi conveniente para a Lego utilizar nomes de personagens antigos, justamente os mais conhecidos entre os fãs de BIONICLE. Pelas máscaras notam-se as mudanças pelas quais passou o personagem:

Há também um link para uma pasta com uma imagem em CGI de cada forma conhecida do Lewa. As diferenças de tamanho, construção, esquema de cores e a disposição de armas entre as gerações do personagem são gritantes. Só o nome dos personagens pode agir aliado ao fator nostálgico para fazer alguém consumir um set. É exatamente isso que aparentemente vai sustentar as vendas dos BIONICLE Stars. Mas a forma de construção dos BIONICLE Stars, em especial, é a mais simples já feita para todo o tema.
 


Conclusão
O Axalara T9 é possivelmente o melhor set BIONICLE da atualidade, por causa de suas complexas funções e de sua grande utilidade, no termo de peças, noutros contextos (que era típico dos sets grandes de BIONICLE de 2001 e 2002). É muito útil como uma fonte de peças para Technic, e suas elaboradas funções, além de entreterem na jogabilidade, podem servir como inspiração para futuros MOCs. Em outras palavras, é um excelente set para fãs de BIONICLE, e um excelente set para fãs de Technic. É definitivamente o set BIONICLE que qualquer AFOL não acostumado com o tema compraria para ingressar no tema BIONICLE de uma forma que valha a pena.




Referências
- BricksetPeeronBZPowerBiosector01

Vejam a pasta completa com fotos no Brickshelf
 
Espero que tenham gostado de mais esta análise ;)
Caso possuam dúvidas, críticas, sugestões e comentários a respeito do set ou a respeito da review, postem aqui ;)

Guilherme

OBs: Eu fiz esta análise em dois posts diferentes pois num só o espaço limite de 20000 caracteres foi superado  :P

21 de Dezembro de 2009 - 21:58:19 pm
Resposta #2

irnakk piraka

  • *
  • Information
  • Legoland
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 611
  • Sou lego, mas acima de tudo sou BIONICLE!
    • bionicle news pt-br
Incrível, talvez a review mais detalhada e mais grande!(não liguem, eu escrevi mais grande em vez de maior de propósito). É uma review enorme,porém não é muito cheio de coisas que não influenciam na review e só servem para encher linguiça. Muito bom, adorei! Isso além que este set é o sonho de qualquer fã de BIONICLE.Só o guiler mesmo para conseguir fazer uma review dessas.  :)
Viva a imaginação fértil da Van! Quem gosta da Van coloque esta assinatura.
ENTREM NO MEU FÓRUM: http://lifemask.forumeiros.com/forum.htm

23 de Dezembro de 2009 - 17:58:34 pm
Resposta #3

~Ian

  • *
  • Information
  • System
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 1.742
  • Belém - PA
    • facebook-ianbarreto00
    • flickr-ianbarreto
    • mocpages-7957
    • brickshelf-IPB
    • brickset-Ian-b
    • twitter-IanB93
    • Deviantart
O Guiler é o cara.  ;D

Review excelente. Mostrou cada detalhe do set, desde a aparência e design, até os sistemas e funções; e ainda deu informações adicionais sobre a história.
Só o guiler mesmo para conseguir fazer uma review dessas.  :)

 ;D
Afastado sim, mas jamais numa Dark Age!

23 de Dezembro de 2009 - 19:49:35 pm
Resposta #4

Guiler

  • *
  • Information
  • Legoland
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 775
  • ? ? ?
    • brickshelf-Guiler717
    • Minha galeria no deviantArt
Incrível, talvez a review mais detalhada e mais grande!(não liguem, eu escrevi mais grande em vez de maior de propósito). É uma review enorme,porém não é muito cheio de coisas que não influenciam na review e só servem para encher linguiça. Muito bom, adorei! Isso além que este set é o sonho de qualquer fã de BIONICLE.Só o guiler mesmo para conseguir fazer uma review dessas.  :)

Valeu, irnakk  ;D

O Guiler é o cara.  ;D

Review excelente. Mostrou cada detalhe do set, desde a aparência e design, até os sistemas e funções; e ainda deu informações adicionais sobre a história.
Só o guiler mesmo para conseguir fazer uma review dessas.  :)

 ;D

Valeu, Ian!

Eu gostaria de adicionar na parte "Outros" uma comparação entre as 4 formas do Lewa, mas acabei não tendo muito tempo de montar os 4 para compará-los, e nem achei o machado do meu Toa Mata Lewa  :-\ Então eu comparei as 4 máscaras mesmo.

29 de Dezembro de 2009 - 13:52:05 pm
Resposta #5

Gus

  • *
  • Information
  • Duplo
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 454
  • Do what thou wilt shall be the whole of the Law
    • brickset-Gus-263
    • Apkallu HQ
Excelente Review!  :D Explicou muito bem os detalhes necessários, além de ser objetivo. Parabéns!

O Axalara é mesmo um ótimo veículo, em todos os quesitos! Um dos melhores sets BIONICLE (e quem sabe Technic  ::)) já feitos!
O piloto mesmo só veio para acompanhar, o que ele trás de inovador mesmo só a máscara e o "visor"...
Gosto muito das funções do Axalara. Os tri-braços possuem uma ótima movimentação, enquanto o fator de "guardar" os midaks foram muito bem pensados. :o
Citar
Brincar com dois veículos de batalha, então, é melhor ainda (o outro veículo na foto é o 8942)!
É, realmente muito divertido, mas se levarmos em conta os midaks, o Axalara perde para o Jetrax em "poder de fogo"  :P ;D
Ah, e esses novos painéis estão cada vez mais sendo usados, possuem até novas versões deles. O 64782, por exemplo, parece até uma "cola" de dois desses, embora mantenham-se ainda bem aproveitáveis devido à posição diferente dos Technic holes na lateral...
As "lâminas" no set também adicionam conteúdo ao design, para não deixá-lo muito "furado".

Outro detalhe que ressalta nesse veículo é a cor. Assim como o 8996, o vermelho destaca muito bem os detalhes do veículo. Gostaria de saber porque escolheram estas cores para ambos os sets (maiores veículos lançados em seus respectivos anos), incluída ainda no set 8258, maior Technic deste ano e um dos maiores de todos os tempos. ??? Simplesmente reutilização?

29 de Dezembro de 2009 - 19:48:59 pm
Resposta #6

Guiler

  • *
  • Information
  • Legoland
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 775
  • ? ? ?
    • brickshelf-Guiler717
    • Minha galeria no deviantArt
Excelente Review!  :D Explicou muito bem os detalhes necessários, além de ser objetivo. Parabéns!

(...)

Outro detalhe que ressalta nesse veículo é a cor. Assim como o 8996, o vermelho destaca muito bem os detalhes do veículo. Gostaria de saber porque escolheram estas cores para ambos os sets (maiores veículos lançados em seus respectivos anos), incluída ainda no set 8258, maior Technic deste ano e um dos maiores de todos os tempos. ??? Simplesmente reutilização?

Valeu!
Quanto á cor, deve ser mais fácil reutilizar as peças na mesma cor ao invés de usar cores diferentes (redução de custos, para não encarecer tanto o produto). E que a cor vermelha é bem comum, por isso deve ser barata.