Enquete

Montar LEGO ou deixar na prateleira

Instruções são para criancinhas!
3 (10.3%)
Prateleiras? Meus MOCS mal passam da mesa de fotografia...
3 (10.3%)
Tenho US$18.436 investido em Caixas lacradas de LEGO
2 (6.9%)
Completando minha coleção de Simpsons!!
2 (6.9%)
Eu só monto com Friends com minha filha de 6 anos
0 (0%)
Voltando do Shopping Cidade SP... A Expô tá bombando
4 (13.8%)
Tenho 10 WIPS para terminar, esperando encomenda Bricklink
8 (27.6%)
Minifiguras, Minifiguras, MINIFIGURAS!!!
1 (3.4%)
Vendo SET Lego ANOS 90 original - Minifig faltando braço
0 (0%)
Passagens compradas! Dina lá vou eu!!!
3 (10.3%)
Iniciando no Hobby, qual o melhor SET de Lego???
0 (0%)
Esta loja é confiável???
3 (10.3%)

Votos Totais: 12

enquete encerra: 18 de Junho de 2017 - 23:39:11 pm

Autor Tópico: MOCCERS ATIVOS NO BRASIL  (Lida 446 vezes)

19 de Abril de 2017 - 23:32:08 pm
Lida 446 vezes

Felipe Avelar

  • *
  • Information
  • Technic
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 2.946
  • Tenhamos Fé, no que quer que seja!
    • facebook-fpavelar
    • flickr-felipedescomplicado
    • mocpages-57741
    • brickshelf-114008
Vou tentar desenvolver um questionamento racional aqui para não parecer que estou pressionando o Fórum, já costumo ser taxado de megalomaníaco, louco e chato - mas eu entendo que sou ousado, espontâneo e incisivo)

Mais uma vez, estou colocando em evidência a fragilidade da nossa comunidade brasileira, com a exceção do excelente grupo de SP Capital e um não menos ativo grupo em SC. Aqui não estou tentando apontar culpados nem fazer chororô, mas sim tentando entender porque não conseguimos uma comunidade ativa de MOCCERs produzindo em alto nível como existia há alguns anos atrás.

Obviamente, o ciclo de vida das pessoas muda, e eventualmente somos obrigados a deixar o hobby de lado por períodos indeterminados.  Mas, considerado um ciclo contínuo de novos montadores "sendo formados", era de se esperar uma boa manutenção da produção.

Ignorando a introdução meio vaga, QUEM ESTÁ ATIVO NO HOBBY ATUALMENTE?

Quem está produzindo MOCs e postando em comunidades globais? (Exemplo Flickr, Mocpages, Ideas, Rebrick)

Quem está produzindo MOCs para a(s)0 próxima(s) Expô(s)?

Eu entendo que existem outras naturezas no hobby além de produção de MOCs, que para muitos é visto como uma coisa distante ou mesmo não há interesse - sim estou falando de vocês hereges colecionadores captando poeira ou alisando caixas lacradas.

De toda forma, dentre os que possuem uma veia de construtor e realizador, gostaria de saber o que vocês têm interesse em montar, quais temas estão na cabeça, o que vocês têm curtido, etc.

No passado, este mesmo LUG já ousou até editar uma sensacional Revista, então tenho certeza que existe "mais" em nossos Afols; Será que podemos desenvolver nosso próprio Iron Builder, ou nossa própria Olimpíada?

Sei que a plataforma Fórum tem desgaste, e já muito falei sobre isso, mas mesmo não sendo o assunto deste tópico, deve ser levado em conta.

É uma pena tanto ABS com potencial de grandeza escondido em potes classificados...
Bora montar meu povo.


Obs:

1. Isso é uma convocação, ou desabafo, ou mesmo uma provocação.
Mas é também uma grande brincadeira e sei que existem dezenas de excelentes construtores produzindo e expondo - neste exato momento tem Expô rolando com vários MOCs de qualidade.

2. Gostaria de fazer uma espécie de invocação aos grandes construtores deste fórum. Cadê vocês, por onde andam? Conrado, Gilcélio, prefeito Super-Ever, Pedro Ivo.
Ian Pulvão e Negreli ainda estão desculpados pois apresentaram MOC nos últimos seis meses...
Sei que a vida dá giros, e muitas vezes a gente simplesmente não tem disponibilidade.
Para todos vocês sumidos um grande abraço e vem mostrar o que vocês tem feito!!!


 

20 de Abril de 2017 - 00:16:51 am
Resposta #1

Conrado PLG

  • *
  • Information
  • System
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 1.277
    • facebook-conradoplg
    • flickr-conradoplg
    • brickset-conradoplg
    • twitter-conradoplg
    • Brick Stack
Acho que a questão é simples, nosso número de MOCadores é pequeno demais, e sempre foi. Com isso, eventualidades das pessoas podem ter um impacto muito grande no número de MOCs. Só com um número muito maior de MOCadores essas eventualidades seriam melhor absorvidas, como acontece em LUGs maiores.

Não é algo que vai ser resolvido com mais desafios (embora ajude), muito menos com prêmios (acho que já ganhei uns três desafios simplesmente por que fui o único a montar algo, mesmo tendo algum prêmio). Precisamos atrair mais pessoas, mas não sei como. No fim somos limitados pelo preço caro do LEGO, que reduz o número de pessoas que podem se tornar MOCadores.

Eu desanimei um pouco porque passava muito tempo organizando peças e acho isso chato. Não sei se é questão de melhorar meu esquema de organização ou se simplesmente me enchi desse aspecto de MOCar que infelizmente é fundamental.

20 de Abril de 2017 - 00:25:01 am
Resposta #2

Felipe Avelar

  • *
  • Information
  • Technic
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 2.946
  • Tenhamos Fé, no que quer que seja!
    • facebook-fpavelar
    • flickr-felipedescomplicado
    • mocpages-57741
    • brickshelf-114008
Eu desanimei um pouco porque passava muito tempo organizando peças e acho isso chato. Não sei se é questão de melhorar meu esquema de organização ou se simplesmente me enchi desse aspecto de MOCar que infelizmente é fundamental.

Problema eterno. Meu sistema é confuso mas altamente classificado, separo em miúdos cores e peças em centenas de subgrupos.
Esse mês de Março eu perdi o deadline para Marchikoma porque eu tinha tanto WIP e peças não separadas em diversas caixas que eu simplesmente não conseguia fazer nada sem ter que procurar pra caramba. É interessante porque a gente pode ter um zigalhão de peças, mas muitas vezes você sabe que tem aquela peça específica na cor certa pro que você está montando. Haja paciência pra procurá-la.

O Paolo e o Luiz (França) são dois AFOLs ativos que conheço que só não produzem mais pela questão de não terem um espaço dedicado para o hobby.

Acredito que este seja um dos maiores gargalos: não é só ter o Lego, mas ter um espaço dedicado e um sistema de organização.
Eu consegui um pequeno espaço em casa que atende minhas necessidades, um pouco bagunçado, mas em constante evolução, e tem parede o bastante pra parafusar prateleiras - muitas vezes precisamos crescer "para cima", e não para os lados.


Só um adendo:
Eu vigio a lista de usuários ativos igual um espião da KGB, então eu sei sim os membros ativos (com excessão dos ocultos) no Fórum, e consigo facilmente fazer uma lista de 30 caboclos que vêem aqui pelo menos toda semana.
« Última modificação: 20 de Abril de 2017 - 00:28:44 am por Felipe Avelar »

20 de Abril de 2017 - 00:33:20 am
Resposta #3

Intentor

  • *
  • Information
  • Legoland
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 784
  • Ao infinito e além!
    • facebook-Intentor
    • flickr-intentor
    • twitter-IntentorX
    • from Tatooine
Acredito que tudo é válido: se o companheiro curte expor seus sets ou criar MOCs, no fim o mais importante é a diversão com as pecinhas, seja montando um projeto próprio ou aquele set especial tão esperado (eu mesmo montei o Lowrider do Coringa ontem à noite e apreciei bastante algumas técnicas e detalhes da construção - e me diverti muito montando-o!).

(Eu mesmo tenho sets os quais nutro um carinho especial - e não os desmonto, apesar de às vezes extrair uma pecinha ou outra - e já tive muitos outros que só foram adquiridos pelas peças e nunca sequer foram montados.)

Sempre há essa discussão entre MOC X set, porém penso que em última instância o mais importante é o quanto de valor (não financeiro, mas sim pessoal/sentimental/e além) extraímos daquilo que construímos, seja algo próprio ou não.

E, sinceramente, essa questão MOC X set até me irrita um pouco - vamos curtir LEGO e sermos felizes, seja lá de que forma for! :P

Porém, não tenho como negar que ter caixas lacradas de LEGO juntando poeira... aí é sacanagem. ;)

Pessoalmente queria MOCar mais, pois tenho sempre muito prazer em criar novos projetos - é algo inefável quando vemos aquela ideia materializar-se em bloquinhos! Mesmo com tempo restrito, costumo reservar momentos para avançar em meus projetos - uma hora termino aquela grande espaçonave que há anos venho tentando concluir (tipo seu SHIPfail, lembra Felipe?!). :D

Inclusive acabei me abstendo de alguns interessantes desafios recentes justamente para focar em ideias já iniciadas - tenho até um quadro branco aqui na base com os projetos em andamento - e, damn!, preciso terminá-los!

Em suma: o que vale é nos divertirmos com LEGO, seja lá de que forma for!  ;D
Programmer, Game Developer and LEGO Engineer on free time.

20 de Abril de 2017 - 00:47:06 am
Resposta #4

Felipe Avelar

  • *
  • Information
  • Technic
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 2.946
  • Tenhamos Fé, no que quer que seja!
    • facebook-fpavelar
    • flickr-felipedescomplicado
    • mocpages-57741
    • brickshelf-114008
E, sinceramente, essa questão MOC X set até me irrita um pouco - vamos curtir LEGO e sermos felizes, seja lá de que forma for! :P

Em suma: o que vale é nos divertirmos com LEGO, seja lá de que forma for!  ;D

Este post absolutamente NÃO É relacionado com essa parada MOC x SET.
LEGO é um brinquedo altamente colecionável, boa parte dos sets é de alto nível e ficam lindos na prateleira.

Eu até me desculpo aos colecionadores de carteirinha se se sentiram ofendidos pelo meu estilão provocador, mas sou humilde pra reconhecer quando vou além daa linha... A zoeira tem limite.

Apesar d'eu ter feito a provocação, é apenas uma reprodução da mesma velha brincadeira Castelo contra todos. Um pouco de bullying pra manter minha canalhice anos 90.

Mas o foco da  questão não é esse. O foco é: Quem são os MOCCers brasileiros ATIVOS atualmente e o que estão produzindo. Eu sei de uma porção de inativos, alguns hibernando outros declaradamente aposentados.


Eu particularmente tenho formas bem nefastas de brincar com meu Lego e não vou tenho envergadura moral pra zoar ninguém... Desmonto o bracinho dos minifigs, já abri um cavalo ao meio e estou a poucos momentos de pintar uns bricks velhos com spray prateado... e Com vocês, Toquinho, o assecla de duas cabeças e pernas cortadas!

Should I join something? Part II by Felipe Avelar, no Flickr

« Última modificação: 20 de Abril de 2017 - 00:50:02 am por Felipe Avelar »

20 de Abril de 2017 - 02:24:27 am
Resposta #5

el_maga

  • *
  • Information
  • Estou me adaptando
  • Mensagens: 35
    • brickset-el_maga
Ah, eu sou um que me considero ativo... estou sempre aqui, só de olho as conversas e nos MOCs...

Não posto muito pois monto pouco MOCs... quando posto, é aqui e no Flickr.

Concordo que o pequeno número de pessoas MOCando é o nosso maior gargalo, o que é uma pena, pois em um país tão grande era pra sermos uma comunidade igualmente grande... no momento, tenho a impressão que "perdemos" feio pra Portugal, por exemplo, que tem menos da metade da população da grande São Paulo... vejo os amigos perguntando como atrair mais pessoas para o hobby, mas eu prefiro fazer outra pergunta: o que afasta as pessoas do hobby? Pois em um hobby "saudável", as pessoas não precisam ser atraídas, elas simplesmente participam porque gostam da coisa... acredito que muita gente gosta de LEGO, mas não participa do hobby... quais os motivos disso? Preço? Com certeza, mas o que mais? LEGO não é barato em lugar nenhum do mundo; lógico que aqui é um absurdo, mas devemos ter outros fatores afastando as pessoas.

Meus maiores problemas quando monto alguma coisa?
1- Falta de espaço adequado... no momento, finalmente terminei de organizar minhas peças, dividindo elas primeiramente pela "altura" e depois pelo número de pinos... estão em dezenas de caixas e dentro de cada caixa tem vários saquinhos plásticos... para montar é um inferno, mas foi o melhor que consegui fazer, mesmo após anos e anos pensando e trabalhando neste assunto de organização...
Eis um problema tipicamente brasileiro... acredito que a maioria dos países por aí as pessoas não só moram em casa muito maiores, mas sempre contam com coisas como porão e sótão ou um quartinho que podem dedicar a outras coisas que não seja quarto/sala de estar/sala de jantar... no Brasil não existe tal cultura... a grande maioria das casas não conta com um espaço que não seja utilizado no dia-dia.

2- MOC em progresso que não posso terminar por falta de peças... aqui entra uma questão além de $$$. Do meu ponto de vista, com o Bricklink, tendo paciência e sabendo comprar, não é tão caro comprar peças avulsas... qual o problema então? O prazo de entrega, que às vezes é de 15 dias, às vezes de 8 meses... isso complica demais as coisas... tenho MOC guardado, esperando uma compra que fiz lá pra agosto ou setembro do ano passado... e é uma loteria, comprei da mesma loja diversas vezes e os prazos são totalmente aleatórios.... com isso, perco as peças que já estão no MOC, dificultando começar outras construções.

Infelizmente, não vejo solução para esses dois problemas  :(

O que pode sim melhorar é um problema que se soma à falta de pessoas: a diluição na divulgação das criações. Não concordo quando se fala que fórum é ultrapassado. Para mim, é MUITO melhor que facebook e variantes... aqui não temos propagandas, podemos postar fotos de alta qualidade, é tudo mais organizado. Não sei se temos MOCs postados no facebook, em grupos do whatsapp ou no que, mas tenho certeza absoluta que tem dezenas de criações de altíssima qualidade que NÃO foram postadas aqui... digo isso porque fui nas últimas expo, e vi muita coisa que não apareceu aqui, nem antes nem depois da expo. É imperativo que, em uma comunidade pequena como a nossa, absolutamente tudo seja postado em um único lugar, que passará a ser o oficial. (Sugiro o nosso fórum ;D). Mas pode ser Facebook sim... Só teria que ter um único local onde "não se perde nada"... talvez alguém repostar as fotos que outras pessoas publicam nos outros grupos? Não sei como estão as coisas no facebook e no whatsapp, nem como é feita a organização da expo, mas tenho certeza que não é simplesmente: olha, trouxe esse MOC, vou por ali, beleza? Logo, temos fotos por aí, em algum lugar, que infelizmente não chegaram até aqui.

Só mais algumas curiosidades: participo também de fóruns sobre aquarismo e bonsais (sim, tenho muito tempo livre no computador). Bonsai é algo que encaixa perfeitamente no Brasil: clima favorável, diversidade de espécies, pode ser praticamente gratuito (pode custar dezenas de milhares de Temers também), é relativamente fácil comprar mudas e etc... porém, a comunidade custa a se desenvolver... por ser algo lento e demorado? Talvez, mas não acho que seja só isso... as postagens se perdem e são abandonadas... a ideia de construir um tópico acompanhando a evolução das suas árvores praticamente nunca vai para frente... enfim

Já aquarismo é caro, não tem jeito... e sofre de problemas muito semelhantes aos nossos aqui: equipamento caríssimos e difíceis de encontrar, falta de lojas de confiança, falta de vontade das grandes empresas de crescer no país, demora e complicação para importar.... não vou dizer que a comunidade é super ativa, longe disso, mas sempre vejo alguém postando um aquário novo, e é mais comum vermos postagens do tipo atualização do aquário após um ano...

O que quero dizer com isso? Não sei bem, também... é difícil chegar a alguma conclusão... mas creio ser seguro afirmar que não podemos de maneira alguma culpar apenas o custo-Brasil pela falta de movimento...

Resumindo o que pode ser feito: Postar mais! Uma comunidade ativa incentiva o seu próprio crescimento... E concentrar as postagens num lugar só.... Outra coisa que poderia incentivar um pouco, principalmente os mais jovens, são prêmios... não digo dar um set, mas sim algo virtual... por exemplo, uma medalhinha que fique do lado do nosso avatar do fórum ou coisa assim... lembro de nos primórdios da internet eu participava de um fórum de um jogo de aviões de combate e éramos recompensados por vitórias com patentes virtuais... tem gente que não liga pra essas coisas, mas tem gente que adora.

Um abraço,
Igor

20 de Abril de 2017 - 14:34:21 pm
Resposta #6

Paolo Enrico

  • *****
  • Information
  • Technic
  • Moderador Global
  • Mensagens: 2.863
  • Reino Élfico de Hybrasil
    • flickr-FantuX
    • brickshelf-Fantu
    • brickset-Fantu
    • Brincando com Blocos
MOCar exige sim uma dedicação e disciplina, além de obviamente ter peças e espaço para criar. Porém acredito que o que tem afastado um pouco a incursão de gente nova de alguma forma é o rolo que tem sido a economia do país nos ultimos anos, não quero entrar em discusão política viu, mas é que com menos dinheiro e mais preocupações é normal o pessoal também dar uma afastada do hobby para evitar ficar tentado a comprar mais coisas e ficar mais enforcado financeiramente. Obviamente é minha opinião pessoal baseada em observação e conversas com pessoas desde AFOLs a gente que odeia LEGO (sim conheci uma).

Recentemente o que tem mais me impedido de MOCar mais tem sido a AUSÊNCIA de peças, porque eu invento de participar de exposições e largar 80% do que tenho em um domo de vidro correndo risco de vida... Piadas a parte, com o que sobra dificilmente consigo fazer algo maior que uma vignette no momento.

Porém não desapego de ficar customizando minifiguras pois isso não exige espaço nem busca desenfreada por peças, só não posto porque nem tudo que faço seria bem visto aos olhos mais puristas do fórum.  :P

Sobre os desafios, reforço a idéia de que tem que estar em sintonia com a comunidade, ver como andam os animos das pessoas e então fazer a coisa na hora certa, com pessoas já meio que buscando participar, para ter um quórum mínimo.

E não lembro do resto porque vocês escrevem demais.  ;D

20 de Abril de 2017 - 15:00:14 pm
Resposta #7

Artur

  • *
  • Information
  • Technic
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 3.636
  • Sempre continuarei tendo Fé!!!
    • facebook-artur.amaralhenrique
    • flickr-artur_ah
    • mocpages-44514
    • brickshelf-arturamaral
    • brickset-artur_ah
Bom, não me enquadrei em nenhuma alternativa da enquete  ;D ;D ;D

Dois pontos, pessoal e comunidade.

Pessoal: Eu tive problemas pessoais a algum tempo. E mesmo com esses problemas tentei me manter ativo no hobby. Resultado, um desastre. Ai tomei a consciência que deveria dar um tempo. Minha vida aparentemente caminha para uma fase mais estável agora e aos poucos estou voltando a ativa. Um pouco mais pé no chão e no momento sem nenhum projeto megalomaníaco. Estou analisando por exemplo se vou ter ou não condições de participar da Expo desse ano. No período de 2011 até 2013 eu adquiri uma quantidade razoável de LEGO. Diria que 60% da minha coleção adquiri nesse período. Tenho uma quantidade boa de peças. Tudo que eu gostaria? Claro que não  ;D ;D ;D Mas não posso reclamar. Meus problemas maiores, como de muitos aqui, são tempo e espaço. A questão da organização até que esta de boa, não perfeito, mas normal. Na verdade tenho um terceiro problema, menor que os outros dois mas que me dão uma desanimada: Fotografia. Minha maquina não é la essas coisas, minha casa é escura e eu não manjo dos paranaues.  :-[ :-\ :P Mas até ai questão de treino. Mas resumindo, to voltando, aos poucos, mas to voltando.

Comunidade: Acho que como o Paolo falou, problemas alheios ao fórum (leia-se falta de grana) afetam sim a participação dos membros anteriores e principalmente a adesão de novos. Nem tanto pela falta de grana. Acho que mesmo quem ja tem uma coleção razoável, acaba não tendo tempo/animo/cabeça pro Hobby (falando um pouco por mim). Mas acho que desafios e alguns estímulos por parte de fórum (ou seja nós, os minimamente ativos) ajudaria em alguma coisa.

Mas respondendo a questão principal do tópico: Hoje me considero ativo, um pouco devagar, mas ativo.

Artur
Visite nossa página

21 de Abril de 2017 - 11:51:24 am
Resposta #8

floriano

  • *
  • Information
  • Estou me adaptando
  • Mensagens: 42
Acredito que tudo é válido: se o companheiro curte expor seus sets ou criar MOCs, no fim o mais importante é a diversão com as pecinhas, seja montando um projeto próprio ou aquele set especial tão esperado (eu mesmo montei o Lowrider do Coringa ontem à noite e apreciei bastante algumas técnicas e detalhes da construção - e me diverti muito montando-o!).

Isso aí Intentor! O importante é gostar de Lego!

Citar
(Eu mesmo tenho sets os quais nutro um carinho especial - e não os desmonto, apesar de às vezes extrair uma pecinha ou outra - e já tive muitos outros que só foram adquiridos pelas peças e nunca sequer foram montados.)

Já não tenho esse desprendimento... rsrs

Citar
Porém, não tenho como negar que ter caixas lacradas de LEGO juntando poeira... aí é sacanagem. ;)

Também acho! caixa fechada já é demais!

Citar
Em suma: o que vale é nos divertirmos com LEGO, seja lá de que forma for!  ;D

Assino em baixo! Admiro muito quem tem talento (e tempo, muito tempo) pra MOCar, mas qual é o problema de colecionar? Agora consegui achar um link entre Lego e minha área de trabalho através dos Mindstorms. Estou trazendo meu primeiro kit Education na próxima semana e pretendo montar um projeto pra próxima Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) em Novembro. Ou seja, até mesmo um colecionador pode dar uma de MOCador de vez em quando  :)

21 de Abril de 2017 - 14:41:15 pm
Resposta #9

Felipe Avelar

  • *
  • Information
  • Technic
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 2.946
  • Tenhamos Fé, no que quer que seja!
    • facebook-fpavelar
    • flickr-felipedescomplicado
    • mocpages-57741
    • brickshelf-114008
DEFINIÇÃO DE MOCCER

A seguir, eu vou buscar determinar a diferença entre um MOCCER (um construtor especializado) de um Colecionador comum (que muitas vezes também


Extraindo do acrônimo MOC (My OWn Creation) poderíamos dizer simplesmente que MOCCER é uma pessoa que constrói MOCs. No entanto, eu considero esta definição rasa e não atende às necessidades do Nicho/Hobby.

Portanto, EU defino MOCCER como uns Construtor que já passou pelo "Ciclo Básico" de Lego; Perceba que não existe juízo de qualidade, mas de experiência. O MOCCER "conhece" a Cena: Nomenclaturas e terminologias, Redes & Comunidades. Conhece as peças: Cores, Nomes, obtenção de códigos, peças correlatas e substitutivas. O MOCCER também se pauta nos critérios de apresentação, e tem um domínio básico de fotografia e composição para mostrar sua produção.

Assim, EU considero o MOCCER como um "construtor especializado"; E existem alguns fundamentos que todos utilizam, conscientemente ou não.

1. Organização do Espaço de Montagens e Classificação de peças.
2. Princípios estéticos no processo de construção (consolidação de cores, simetria bilateral - quando necessária, repetição de padrões e consciência geométrica das formas)
3. Utilização de técnicas avançadas de montagem (Ex. SNOT, AZMEP)
4. Aplicação de NPU (transformação da função-forma das peças em benefício do design desejado)
5. Composição cenográfica conforme o espaço ou mídia de apresentação

Através destes pensamentos, eu estou tentando separar os "Iniciantes" e "Montadores ocasionais" dos MOCCERs já consolidados, pois entendo que as necessidades e interesses destes são diferentes.

No caso, numa definição pouco aprofundada, eu considero "Colecionador" como o hobbista que adquire Lego buscando montar cenas e dioramas utilizando as montagens originais sugeridas pela Lego,; ou experimentando como Lazer as montagens orientadas por Manuais de montagem, e eventualmente criando exposições particulares em casa ou outros espaços disponíveis; Adquirindo sets para futura fruição ou troca & revenda (para fins de manutenção do hobby); O Colecionador também diverte-se montando seus MOCs para complementar ou mesmo estrelar composições de produtos Lego - a questão não é qualidade do MOC obtido, mas a relação com a criação efetivada: a maior parte dos Colecionadores não utiliza os critérios acima relacionados que fundamentam as especifidades do MOCCER. Na maior parte da vezes, o Colecionador não tem necessidade de espaço de trabalho dedicado e sistema de classificação de peças.

O Colecionador mantém-se sempre em dia com os lançamentos, traçando estratégias para completar coleções e séries; O Colecionador tipicamente manifesta mais interesse nas características dos Sets de lançamento do que o MOCCER (este geralmente adquire mais peças avulsas, lotes de peças, e sets baseado no inventário de elementos).

Percebam que obviamente, um Hobbista pode apresentar várias facetas, e ser um Colecionador-Moccer. No entanto, eu aponto as necessidades específicas do MOCCER que o diferenciam da massa de AFOLs: o MOCCER é um artista, necessitando de um ateliê apropriado, e grande parte das suas estratégias de aquisição e manutenção do hobby são opostas às dos Colecionadores comuns.

Eu acredito que hoje no Brasil, o que mais temos são Colecionadores de Minifiguras. Estes adquirem alguns sets para dar vazão a suas vontades de montar, mas geralmente, o foco está na criação de coleções temáticas de minifiguras - e neste nicho, nem sempre o produto Lego original é o único disponível, considerando o grande número de excelentes produtos paralelos no mercado.







21 de Abril de 2017 - 14:57:43 pm
Resposta #10

Felipe Avelar

  • *
  • Information
  • Technic
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 2.946
  • Tenhamos Fé, no que quer que seja!
    • facebook-fpavelar
    • flickr-felipedescomplicado
    • mocpages-57741
    • brickshelf-114008
Bom, não me enquadrei em nenhuma alternativa da enquete  ;D ;D ;D

Então não é você que tem 18mil Trumpinhos em Lego nunca aberto?  ;D ;D


Acredito que tudo é válido: se o companheiro curte expor seus sets ou criar MOCs, no fim o mais importante é a diversão com as pecinhas

Isso aí Intentor! O importante é gostar de Lego!

Não para o tópico desta questão. O título do tópico é MOCCERs ativos no Brasil. Portanto, o Importante aqui não é gostar de Lego, mas estar produzindo MOCs em critérios mais ou menos fundamentados conforme as considerações que adicionei ao corpo do tópico. Neste sentido, ignoro os Colecionadores.

Admiro muito quem tem talento (e tempo, muito tempo) pra MOCar, mas qual é o problema de colecionar?

Problema nenhum. Leia o tópico todo e os meus comentários anteriores.
Eu me considero um MOCCER Ativo. Não tenho muito tempo. Minha classe econômica é C/D, sou pai de um bebê de 11 meses e tenho que pagar minhas contas. Tempo é uma condição básica, mas Dedicação e proatividade são muito mais decisivos. Eu costumo produzir ao menos um bom MOC de nível por mês, o que me coloca na condição de ativo.

Desculpe-me se a minha inferência aqui parece rude, mas eu fico extremamente chateado quando desconsideram a minha dedicação ao meu hobby como "tempo sobrando". Programação de lazer muitas vezes está relacionado a tomar decisões fortes sobre como você gerencia seu tempo, e o que você prioriza na vida. Eu por exemplo larguei Whatsapp (saí de quase todos os grupos que participava), e tenho algum controle sobre o tempo que eu perco com Netflix, Facebook, etc. Como eu vivo a vida de bicicleta, transporte que estimula o meu físico, eu posso optar por dedicar o tempo que gastaria em algum exercício físico nas minhas atividades de Lego.

Não estou aqui te interpelando e acusando-o de diminuir o valor que dou ao Hobby na questão tempo - não entenda isso como uma réplica pessoal. Mas fica clara mais uma vez a diferença entre  o Colecionador e o MOCCER ativo, engajado. Ser MOCCER faz parte da minha vida e da minha rotina, e a maior parte do meu 'tempo livre' está associado com esta minha faceta. Neste caso, Dedicação e Determinação, novamente, são muito mais importantes que puramente o conceito de "tempo disponível".

Quem quer, cria Tempo.


MINDSTORMERS E PROGRAMADORES SÃO MOCCERS?

Sim, e não. Uma das maiores diferenciações seriam a aplicação dos conceitos estéticos. O pessoal de Technic também muitas vezes fica no limiar.

Acredito que a galera NXT necessita de uma plataforma de trabalho tão complicada quando a de um MOCCER System. No entanto provavelmente trabalham com uma quantidade de recursos a serem estocados muito inferior (Já que os sistemas Technic e seus imãos mais novos tem um número muito menor de tipos de elementos e cores). Adicionalmente, o critério Estético é um pormenor no mundo dos Mindstormers, e raramente algo estético terá prioridade sob algo que altere a funcionalidade.

Os trabalho de Technic "puro" no entanto costumam ser considerados de "alto nível" quando os critérios estéticos também são aplicados. Construtores como Mahjqa e Sariel apresentam este fundamento, montando em altíssimo nível de funcionalidade e também aplicando estética esmerada em seus modelos. Modelistas como Bricksonwheeels, Andrea Lattanzio (Norton74) e Ingmar Spijkhoven unem o melhor dos dois mundos, ao criar modelos de Caminhões e veículos ultra-caprichados, utilizando Technic e Power Functions para motorizar os modelos, e a estrutura estética baseada em System valorizando pequenos detalhes e obtendo excelentes "paintjobs".

Acredito no entanto que qualquer Mindstormer "iniciado" é um construtor de MOCs, a partir do momento em que as montagens com manual se tornam corriqueiras e o desejo por criar novas máquinas - as vezes inéditas - é incitado.
« Última modificação: 21 de Abril de 2017 - 15:09:32 pm por Felipe Avelar »

21 de Abril de 2017 - 15:45:36 pm
Resposta #11

Felipe Avelar

  • *
  • Information
  • Technic
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 2.946
  • Tenhamos Fé, no que quer que seja!
    • facebook-fpavelar
    • flickr-felipedescomplicado
    • mocpages-57741
    • brickshelf-114008
DEFINIÇÃO DE MOCCER

A seguir, eu vou buscar determinar a diferença entre um MOCCER (um construtor especializado) de um Colecionador comum (que muitas vezes também


Deu pau aqui no texto, mas basicamente a continuação seria (...) que muitas vezes também montam seus MOCs em casa e tem o costume de "brincar" com as montagens, mas não compactuam com os critérios abaixo desenvolvidos.(...)


O que pode sim melhorar é um problema que se soma à falta de pessoas: a diluição na divulgação das criações. Não concordo quando se fala que fórum é ultrapassado. Para mim, é MUITO melhor que facebook e variantes... aqui não temos propagandas, podemos postar fotos de alta qualidade, é tudo mais organizado. Não sei se temos MOCs postados no facebook, em grupos do whatsapp ou no que, mas tenho certeza absoluta que tem dezenas de criações de altíssima qualidade que NÃO foram postadas aqui... digo isso porque fui nas últimas expo, e vi muita coisa que não apareceu aqui, nem antes nem depois da expo. É imperativo que, em uma comunidade pequena como a nossa, absolutamente tudo seja postado em um único lugar, que passará a ser o oficial. (Sugiro o nosso fórum ;D). Mas pode ser Facebook sim... Só teria que ter um único local onde "não se perde nada"... talvez alguém repostar as fotos que outras pessoas publicam nos outros grupos? Não sei como estão as coisas no facebook e no whatsapp, nem como é feita a organização da expo, mas tenho certeza que não é simplesmente: olha, trouxe esse MOC, vou por ali, beleza? Logo, temos fotos por aí, em algum lugar, que infelizmente não chegaram até aqui.

Igor, gostei bastante deste parágrafo todo, as questões aqui levantadas estão bastante corretas.

Apresentar mais! Muitos MOCs das Expôs nunca chegam aos Fóruns e são apresentados individualmente; Eu pessoalmente considero a treta da fotografia pura preguiça: eu lembro quando eu não tinha câmera profissional na mão e mesmo assim minhas fotos de Cybershot eram bem decentes. Existem zilhões de tutoriais na internet sobre Lightbox e fotografia de produto. O investimento num tripézinho, e se você tiver um bom celular, as vezes nem precisa de câmera.
Em anos de hobby esta continua sendo uma das minhas fotos favoritas: Sony Cybershot, e minha primeira lightbox de papelão; E não foi iluminação avançada: eu simplesmente coloquei a caixa no sol de 12h a pino e tirei a foto. E nessa época eu não tinha tripé...
Machina Snake II - Thiefs Interceptor Racer by Felipe Avelar, no Flickr

Arthur, os paranauê são moleza... MOCs grandes requerem obviamente um espaço maior e a coisa vai complicando... mas você merece uma Lightbox de PVC. Resolve a treta de ter que cortar o fundo e o problema da casa escura.

Concentrar as apresentações nm lugar só. Fundamental para gerarmos "volume de produção". A ferramenta Fórum está em queda livre, e isso não é constatação minha, mas um processo gerado pela ascendência das redes sociais. A maior parte dos Fóruns ainda existentes são os de nichos específicos - como o nosso. Mas por exemplo, nos últimos anos, o pessoal do Classic Pirates fechou um Fórum e um Portal (Forbidden Cove) e se refugiou no Eurobricks; não sei se o exemplo é significativo pois o tema Piratas foi praticamente extinto pela Lego e substituído por um tema licenciado que não atende as expectativas de todos os hobbistas (PoTC). O Fórum Classic Castle, conforme conversa que eu tive com um dos Administradores, reduziu em quasee 50% o volume de mensagens diárias e novos tópicos.

Ao mesmo tempo, redes modernas como o Flickr estão BOMBANDO. Já outras plataformas como MocPages (com o arcaico mas ainda utilizado sistema de "blog" e edição HTML) e Brickshelf (com o pior uploader das galáxias desenvolvido em Windows95, só pode) ainda são resilientes.

Facebook é uma excelente vitrine, mas é insuficiente como plataforma básica.
O ideal era unir os mundos! Portal e Fanpage de Facebook mostrando a produção dos membros, com produção de conteúdo constante - isto é um dos pilares na filosofia dos analistas de mídias sociais, página parada = entidade inativa.
O Fórum ainda persiste como a melhor plataforma para todas as demais questões, inclusive apresentação de MOCs pois é possível editar a apresentação, texto, composição da página, ordem das fotos, etc.

Sobre o tema "mortalidade dos Fóruns" leia esta discussão no Quora (junto com Reddit, uma das plataformas responsáveis por matar os Fóruns, hehehe). Não sei se você acompanhou, mas eu levantei essa questão aqui no Fórum onde várias pessoas fizeram suas considerações em um diálogo construtivo.

Melhor host na minha opinião é o Flickr, com largo espaço de armazenamento graturo (1 tera) facilidades para compartilhamento, Creative Commons ou direitos reservados, boa plataforma de grupos, ótimo uploader e layout simples, limpo e fácil de usar.


Moderadores desculpem-me pelo post triplo mas tinha assunto pra caraca e vocês sabem que eu empolgo

Obs: "texto muito grande nem dá vontade de ler" Bitch please, é por isso que os Fóruns estão morrendo.

« Última modificação: 21 de Abril de 2017 - 15:49:08 pm por Felipe Avelar »

23 de Abril de 2017 - 08:17:20 am
Resposta #12

leosliper

  • ***
  • Information
  • Duplo
  • Mensagens: 400
  • Eu só quero é ser Feliz !!!
    • brickset-leosliper
Entre vários fatores relatados acima como falta de tempo, dinheiro e espaço. Acredito que o principal motivo no qual não temos uma grande quantidade de Moccers no Brasil:

1º A dificuldade em conseguir peças avulsas.
2º Não temos até hoje uma pick a brick em solo nacional.
3º Temos poucos venderes no Brasil e a maioria vendendo em media de 0,40 a 1 real por brick.

Após a mudança do Fórum senti que todos os tópicos de um modo geral ficaram parados, poucas postagens tanto pelos membros quanto pelos administradores.

Antes que comecem as criticas, acompanho o Site/ Fórum semanalmente.
Procurei por diversos Grupos, Face Book e Whats. Nesse tempo fiz várias amizades.

Muitos reclamam que a Lug é um grupo fechado e não uma comunidade aberta.
A principal reclamação é quanto a ajuda na hora de obter as peças ou macetes de importações.

Ressalto que no meu caso fui bem recebido e tive uma Evolução como Colecionador graças a LUG.
Seja na hora de Moccar ou de Comprar peças.

A verdade é que novos membros de um modo em geral querem as coisas de mão beijada, rola a preguiça de abrir tópicos antigos e procurar, técnicas de montagem, duvidas em geral e importação na bricklink.

Eu mesmo comecei querendo Moccar um castelo em 4 bases de 32x32.
Levei 3 anos para entender que a beleza de um Moc está nas técnicas de montagem e na proposta da cena.

Grato,









 
 

23 de Abril de 2017 - 21:06:11 pm
Resposta #13

Alex Pascal

  • *
  • Information
  • Duplo
  • Membro LUG Brasil
  • Mensagens: 373
  • AFOL nas horas vagas
    • facebook-Alex Paschoaletto
    • flickr-alexander.paschoaletto
    • mocpages-90678
Então, eu queria dar toda uma resposta explicando o que eu acho, mas estou meio sem tempo (este é inclusive o motivo de minha ausência por aqui), então por ora vou apenas dar este sinal de vida mesmo.

Po Felipe, eu me considero tão ativo quanto você no mundo das pecinhas. Eu estou ativo no Hobby (montei o Viper tem nem mês, inclusive), posto meus carros em comunidades globais, principalmente o Flickr, e nunca levei nada repetido para as Expos que participei, sempre me preocupando com trazer algo de novo.
[...] Eu desanimei um pouco porque passava muito tempo organizando peças e acho isso chato. Não sei se é questão de melhorar meu esquema de organização ou se simplesmente me enchi desse aspecto de MOCar que infelizmente é fundamental.[...]

Organizar peça é maçante mesmo, mas eu discordo quanto a ser algo fundamental para o Hobby.  Eu também não gosto muito dessa parte mas justamente por isso que me organizo de um jeito diferente: Toda vez que vou montar algo, separo em uma bandeja à parte todas as peças que eu julgar que podem vir a ser úteis na construção. Não separo nada por cor ou tipo de peça, e muito menos tenho saco para decorar número de série das peças.

Isso talvez me exclua da sua definição de MOCcer, Felipe, mas para mim o essencial para alguém que leve esse lado criativo mais a sério é dedicar tempo e paciência na construção, além de tentar caprichar ao máximo na fotografia (o que não significa ter uma Nikon de última geração, somente cuidar ao máximo para uma apresentação limpa e sucinta do modelo, com fundo não-distrativo e iluminação polarizada - coisa que um par de luminárias, papel manteiga e cartolina resolvem). Devo ressaltar que, aos meus olhos, o que separa um MOC de uma construção autoral qualquer é justamente a forma como você o apresenta e se esforça para construir. Todo MOC é autoral, mas nem todo autoral é um MOC.
Estudante de Engenharia Mecatrônica
Brasília - DF

24 de Abril de 2017 - 09:30:57 am
Resposta #14

caparica

  • *****
  • Information
  • Technic
  • Moderador Global
  • Mensagens: 2.560
  • Minhocossauro
    • facebook-paulo.caparica.junior
    • flickr-caparica
    • mocpages-801
    • lugnet-254
    • brickshelf-caparica
    • brickset-caparica
    • twitter-pcaparica
    • Lego Mundi Steampunk
MOCador é quem monta coisas com lego sem seguir instruções.
Isso é definição, ponto final.  O resto é opinião.

...

Organizar peça é maçante mesmo, mas eu discordo quanto a ser algo fundamental para o Hobby.  Eu também não gosto muito dessa parte mas justamente por isso que me organizo de um jeito diferente: Toda vez que vou montar algo, separo em uma bandeja à parte todas as peças que eu julgar que podem vir a ser úteis na construção. Não separo nada por cor ou tipo de peça, e muito menos tenho saco para decorar número de série das peças.

...

Oi Alex, eu faço parecido com isso também;  é uma dica boa.