Mensagens Recentes

Páginas: [1] 2 3 ... 10
1
Generalidades / Re:MOCCERS ATIVOS NO BRASIL
« Última Mensagem: por caparica Online Hoje às 13:48:56 »
... De certa forma eu não discordo de você, só acho que suas posições não estão dentro do conceito em questão ...

Que bom que você também concorda parcialmente comigo.  :)
Eu acho que se você está aberto a discussão, também seria bom estar aberto à discussão do escopo.  8)

2
Generalidades / Re:MOCCERS ATIVOS NO BRASIL
« Última Mensagem: por Felipe Avelar Online Hoje às 13:34:30 »
DEFINIÇÃO DE MOCCER
...
1. Organização do Espaço de Montagens e Classificação de peças.
2. Princípios estéticos no processo de construção (consolidação de cores, simetria bilateral - quando necessária, repetição de padrões e consciência geométrica das formas)
3. Utilização de técnicas avançadas de montagem (Ex. SNOT, AZMEP)
4. Aplicação de NPU (transformação da função-forma das peças em benefício do design desejado)
5. Composição cenográfica conforme o espaço ou mídia de apresentação
...

Vamos examinar isso como itens desejáveis quando formos criar algo:

1 . Organizar as peças ajuda, inclusive para montar pelas instruções. Concordo.

2 . Aspectos estéticos devem é claro ser considerados quando isso for importante para o objeto a ser criado.  Nem todas as criações passam por isso.  Concordo parcialmente.

3 e 4 O amarelo do Nathan Sawaya não usa nada disso e é apenas o MOC mais conhecido do mundo.  Irrelevante.

5 . Se você está montando um robô bípede que joga futebol isso é totalmente irrelevante.

Ou seja, em 5 concordo com 1,5 e discordo de 3,5. :)

Sua análise é sofista e rasa.

- Arte 'Anti-estética' ainda assim é uma experiência estética, mesmo que de negação. É compreendido, em crítica de arte, que mesmo um objeto de arte cuja objetiva intende ao puro choque ainda assim está embebido em valores tradicionais de experiência estética. Uma distorção intencional da beleza ainda assim é uma realização profundamente presa ao conceito da mesma estética sendo negada.

E não nos faça entrar num debate Neo-Dada agora pois a coisa vai longe...

- Péssimo exemplo ao utilizar a referência do Nathan Sawaya.

Se você conhece algo sobre o cara, vai saber que ele é escultor, e antes de trabalhar para a Lego em 2004 ele já era artista 'amador' e trabalhou com outros materiais. Depois que ele vendeu alguns trabalhos comissionados, abandonou uma carreira em Direito e foi contratado pela empresa dinamarquesa, onde ficou pouco tempo e saiu pra rodar o mundo fazendo um trabalho de exposição de arte pop - tipicamente considerada uma arte comercial.

Ele absolutamente NÃO É UM MOCCER porque não é um hobbista. Nas palavras do próprio:

Citar
CNN: How is a LEGO artist different from a LEGO hobbyist?

SAWAYA: I get paid! In all seriousness, I've tried to take LEGO in a direction it's never been before. I've tried to put it in a museum setting, and I've created very large-scale sculptures that are on tour for the next couple of years. And that's something that I think is a little different from your average hobbyist who's really just building for fun.

E toda forma, ele utiliza diversas técnicas avançadas sim, algumas que posso citar são braced sphere e bracketing; caso contrário as colossais esculturas não ficaram em pé. E como ele foi artista Lego, com certeza não precisou reinventar a roda pra chegar nos resultados de "Yellow" e "Red". Estas técnicas são das mais antigas de Lego e aplicadas em larga escala. Aqui por exemplo temos um simulador de esferóide, na rede deste 2002, mas o conceito é bem mais antigo.

Em tempo, Sawaya não é MOCCER, é escultor/artista plástico. E Lego é uma linguagem visual que ele soube aplicar com maestria.

Compare Sawaya com Karf Oohlu e vamos chegar a um ponto em comum.

Novamente, você está fora do ponto da discussão.

- A questão não é O QUÊ você monta, mas COMO montar e COMO APRESENTA. Seu robô bípede jogador de futebol pode ser um prodígio técnico, mas se você não fizer um vídeo decente ou uma foto com uma composição apropriada a validade da sua criação como experiência estética perde significância.

O MOCCER monta e mostra, e a parte do "mostrar" é fundamenta em dedicação e capricho.

Se o seu argumento se baseia nas características de um modelo Mindstorms, repara que na minha fundamentação eu objetivamente separei este grupo por entender que as habilidades e critérios destes montadores são diferentes - portanto de novo não são MOCCERs!


Mas claro, essa é a minha opinião e estes são os meus fundamentos.

Mas sinto que você está fugindo aos temas que eu estou levantando. De certa forma eu não discordo de você, só acho que suas posições não estão dentro do conceito em questão..
3
Generalidades / Re:MOCCERS ATIVOS NO BRASIL
« Última Mensagem: por caparica Online Hoje às 12:35:11 »
DEFINIÇÃO DE MOCCER
...
1. Organização do Espaço de Montagens e Classificação de peças.
2. Princípios estéticos no processo de construção (consolidação de cores, simetria bilateral - quando necessária, repetição de padrões e consciência geométrica das formas)
3. Utilização de técnicas avançadas de montagem (Ex. SNOT, AZMEP)
4. Aplicação de NPU (transformação da função-forma das peças em benefício do design desejado)
5. Composição cenográfica conforme o espaço ou mídia de apresentação
...

Vamos examinar isso como itens desejáveis quando formos criar algo:

1 . Organizar as peças ajuda, inclusive para montar pelas instruções. Concordo.

2 . Aspectos estéticos devem é claro ser considerados quando isso for importante para o objeto a ser criado.  Nem todas as criações passam por isso.  Concordo parcialmente.

3 e 4 O amarelo do Nathan Sawaya não usa nada disso e é apenas o MOC mais conhecido do mundo.  Irrelevante.

5 . Se você está montando um robô bípede que joga futebol isso é totalmente irrelevante.

Ou seja, em 5 concordo com 1,5 e discordo de 3,5. :)

4
Generalidades / Re:MOCCERS ATIVOS NO BRASIL
« Última Mensagem: por Felipe Avelar Online Hoje às 12:27:34 »
Eu acredito piamente que pessoas são ofendidas, já ideias não podem ser ofendidas.

Sou uma pessoa que gosta de discutir, tudo. Então acho o tópico e as colocações do Felipe extremamente válidas, mesmo que eu não concorde com nenhuma delas.


Citar
fórum
substantivo masculino
1.
jur hist m.q. FORO ('praça pública', 'tribuna', 'tribunal').
(...)
3.
reunião, congresso, conferência que envolve debate de um tema.

Se este não for o espaço para este debate, a ferramenta falha miseravelmente.


Novamente concordo com a sua colocação, mas novamente tenho que dizer que ela foge no contexto do tópico em si. Na minha opinião o que o Felipe quer discutir são as apresentações do membros da comunidade, para que possamos "crescer" ou "aparecer" no cenário de construtores. E ai ele deu uma "floreada" nas coisas, só isso. Não acho que a intenção dele foi ir contra nenhuma convenção.

Obrigado Artur por compreender o que estou tentando fomentar.

Este post faz parte de uma série de ações e debates que eu tenho realizado já faz mais de um ano tentando compreender os motivos da humilde participação dos brasileiros na comunidade internacional, e a drástica redução da produção de 2014 para cá.

Acredito que temos excelentes construtores entre nós, e eu me apresento de forma altruísta buscando realizar reflexões (prometo que é última vez que uso essa palavra) e ações diretas (Ex Desafios e Festivais, Criação do Clube de Montagem - em andamento).
Nunca ganhei nada com isso, a não ser um pouco satisfação pessoal - em meio a uma tonelada de problemas e frustrações.

Ainda tenho pouca envergadura financeira pra investir numa solução, mas eu lhes digo que estou buscando plataforma e apoio que me possibilitem realizar ações diretas com mais solidez e formalidade.



Edit: Novamente escrevi e postei antes de ler o ultimo post do Felipe... o rapaz é rápido da escrita ;D ;D ;D

Bebê acordou 5h da madruga hoje, fiquei cuidando dela até umas dez e ela dormiu... Agora tô interneteiro porque mexer com lego faz barulho e ela deve dormir ao menos umas 4h direto.
5
Generalidades / Re:MOCCERS ATIVOS NO BRASIL
« Última Mensagem: por Artur Online Hoje às 12:14:28 »
Eu não acho que dar opinião seja um problema.

Ok, estamos de acordo  ;D

Se você quiser sim, e se não quiser, não.  O que essa pergunta tem a ver com tópico eu não sei.

A questão é que ao meu ver houve um problema quando o Felipe definiu do ponto de vista dele. o que é um MOC (ou um mocador, ou um MOCCER, enfim...) ai houveram pessoas que se opuseram a definição dele, por isso a minha pergunta. Eu particularmente acho que você esta certo, ele esta certo, todos nós estamos certos... ou não.

Não são absolutas, mas My own creation (MOC) refere-se a algo que é uma criação própria.  Não tem nada a ver com como a pessoa cria ou com o que a pessoa cria. Se é uma criação própria é um MOC.

Então, houve aqui um problema de contextualização. Sua definição de MOC esta corretíssima. Ao mesmo tempo que para a questão do tópico em questão, é defasada. Pura questão de contexto.

Vou dar um exemplo.  Uma criança pega um monte de peças e monta alguma coisa. Isso é um MOC.  Foi criado pela criança e é original.  Se é um monte de peças diferentes que para os olhos preconceituosos de uma adulto é algo "feio" isso é apenas um juízo de valor e não tem nada a ver se é um MOC ou não.
Se uma criança segue rigorosamente as instruções de um set da Lego e monta algo lindo, então não é um MOC, por que não foi a criança que criou.  Ou estou errado?

Novamente concordo com a sua colocação, mas novamente tenho que dizer que ela foge no contexto do tópico em si. Na minha opinião o que o Felipe quer discutir são as apresentações do membros da comunidade, para que possamos "crescer" ou "aparecer" no cenário de construtores. E ai ele deu uma "floreada" nas coisas, só isso. Não acho que a intenção dele foi ir contra nenhuma convenção.

Edit: Novamente escrevi e postei antes de ler o ultimo post do Felipe... o rapaz é rápido na escrita ;D ;D ;D

Artur
6
Generalidades / Re:MOCCERS ATIVOS NO BRASIL
« Última Mensagem: por Felipe Avelar Online Hoje às 12:07:16 »
MOCador é quem monta coisas com lego sem seguir instruções.
Isso é definição, ponto final.  O resto é opinião.
O qual o problema em dar a opinião? Temos que simplesmente nos enquadrar em tudo que nos é imposto em relação a nomenclaturas e convenções?  Elas são absolutas ao ponto de não podermos adaptá-las a uma outra realidade?

O qual o problema em dar a opinião?
Eu não acho que dar opinião seja um problema.

Temos que simplesmente nos enquadrar em tudo que nos é imposto em relação a nomenclaturas e convenções?
Se você quiser sim, e se não quiser, não.  O que essa pergunta tem a ver com tópico eu não sei.

Elas são absolutas ao ponto de não podermos adaptá-las a uma outra realidade?
Não são absolutas, mas My own creation (MOC) refere-se a algo que é uma criação própria.  Não tem nada a ver com como a pessoa cria ou com o que a pessoa cria. Se é uma criação própria é um MOC.

Vou dar um exemplo.  Uma criança pega um monte de peças e monta alguma coisa. Isso é um MOC.  Foi criado pela criança e é original.  Se é um monte de peças diferentes que para os olhos preconceituosos de uma adulto é algo "feio" isso é apenas um juízo de valor e não tem nada a ver se é um MOC ou não.
Se uma criança segue rigorosamente as instruções de um set da Lego e monta algo lindo, então não é um MOC, por que não foi a criança que criou.  Ou estou errado?

Talvez o maior problema de compreensão seja que eu não estou falando de MOCs ou de definir o que é "MOCAR".

Eu defini um "MOCCER", que é um construtor especializado, dedicado, trabalhando sob alguns princípios de execução.

Repare que eu não uso termo "Mocador": eu coloquei MOCCER, e busquei determinar vários critérios que são comuns entre eles. TODOS os MOCCERs - no meu entendimento - utilizam os cinco fundamentos que eu citei, com diferentes níveis de aplicação dependendo de experiências pessoais.

***

Após uma mensagem amiga via PM, vou adicionar isso:

Se lhes parece que eu falo com "arrogância" a respeito das características únicas que os MOCCERs têm - em minha opinião - eu garanto: não é arrogância ou soberba, é ORGULHO. Tenho orgulho do meu Hobby - e falo com todo mundo que sou fã de lego e MOCCER. Ser assim é parte importante da minha vida, e por isso eu estou arrolando fundamentos; Eu absolutamente não penso que a minha experiência de montagem é a mesma de uma criança com um *saudoso* Balde azul.

Não existe juízo de valor qualitativo o que coloco aqui; existe apenas a reflexão sobre as minúcias do 'ofício'. Em momento nenhum eu coloquei critérios de QUALIDADE da produção realizada, mas fundamentos técnico-operacionais relacionados ao hobby.
7
Generalidades / Re:MOCCERS ATIVOS NO BRASIL
« Última Mensagem: por caparica Online Hoje às 11:41:47 »
MOCador é quem monta coisas com lego sem seguir instruções.
Isso é definição, ponto final.  O resto é opinião.
O qual o problema em dar a opinião? Temos que simplesmente nos enquadrar em tudo que nos é imposto em relação a nomenclaturas e convenções?  Elas são absolutas ao ponto de não podermos adaptá-las a uma outra realidade?

O qual o problema em dar a opinião?
Eu não acho que dar opinião seja um problema.

Temos que simplesmente nos enquadrar em tudo que nos é imposto em relação a nomenclaturas e convenções?
Se você quiser sim, e se não quiser, não.  O que essa pergunta tem a ver com tópico eu não sei.

Elas são absolutas ao ponto de não podermos adaptá-las a uma outra realidade?
Não são absolutas, mas My own creation (MOC) refere-se a algo que é uma criação própria.  Não tem nada a ver com como a pessoa cria ou com o que a pessoa cria. Se é uma criação própria é um MOC.

Vou dar um exemplo.  Uma criança pega um monte de peças e monta alguma coisa. Isso é um MOC.  Foi criado pela criança e é original.  Se é um monte de peças diferentes que para os olhos preconceituosos de uma adulto é algo "feio" isso é apenas um juízo de valor e não tem nada a ver se é um MOC ou não.
Se uma criança segue rigorosamente as instruções de um set da Lego e monta algo lindo, então não é um MOC, por que não foi a criança que criou.  Ou estou errado?
8
Generalidades / Re:MOCCERS ATIVOS NO BRASIL
« Última Mensagem: por Felipe Avelar Online Hoje às 11:32:39 »
Ainda me vejo em dúvida sobre a questão oficial desse tópico.

- Começou com uma enquete, aberta, sem fundamento, criada apenas para gerar uma discussão ou apimentá-la
- Conseguiu agredir a todos aqueles que são mocadores (ativos ou não, não me importa)

Elucide-me por favor sobre a agressão que eu não vi isso.
Se houvesse agressão, a Moderação teria agido e isso não ocorreu..

- Definiu que technic/mindstorms não é exatamente MOC pois os caras não possuem 1 bilhão de peças diferentes e não sabem usá-las

Absolutamente não. Eu defini que a maior parte dos construtores que trabalham exclusivamente com Technic operam de forma diferente dos que só montam System; e ainda acrescentei que o quem se dedica à programação e robótica provavelmente tem necessidades diferentes em termos de "espaço de trabalho" ; além disso a própria natureza do construto exige habilidades diferentes, e o resultado final tem objetivo muito diferente (a maior parte das construções em System são objetivos estéticos, contra objetivo técnicos ou funcionais nos outros sistemas).

Me parece que você se sentiu incomodado quando eu separei Technic e Mindstorms - parece-te que estou reduzindo estes dois?
Muito pelo contrário, companheiro, pois sou apreciador dessa arte e acompanho vários canais, e me impressiono com as montagens realizadas, e entendo que esta faceta do hobby - muito mais próxima da Engenharia do que das Artes Plásticas - tem uma natureza de produção diferente daquela relacionado com a minha definição de MOCCER.

Ou você acredita que os autores da construção abaixo têm as mesmas necessidades, objetivos e critérios de auto-avaliação?




- Tentou definir de forma mais tosca possível o que é "MOCAR"

Tosca? Eu busquei fazer um descrição completa e me aprofundar na questão; Não só baseado em experiência acumuladas, mas também em vários conceitos frequentemente levantados por AFOLs ao redor do mundo todo em comunidades globais.

- Tentou jogar o que chamo de "auto-confetismo" pra falar que é "f&% em construções e por favor, olhem pra mim e façam igual"

Por favor defina auto-confetismo.

Em momento algum eu coloquei minhas posições como únicas, universais, ou imunes a opiniões contrárias; Eu tive o cuidado de dizer que isso é o que eu penso.

Em momento algum eu disse que eu sou "f&x em construções" - então acredito que você pensa assim, Muito obrigado! Eu não me considero assim tão bom como você diz mas sou esforçado, obrigado pelas palavras, estou sempre em evolução.

Em momento nenhum eu disse que a minha experiência é a única correta, e não obriguei ninguém a fazer parecido comigo.

Minha opinião sobre o post:

Imagem muito grande para o fórum, leia nas regras sobre o tamanho máximo das imagens postadas.


Caríssimo, eu sou uma pessoa de Humanas. Minha formação foi em História, Filosofia, e depois em Turismo (ou seja, mantive meu pé nas humanas mesmo que aplicadas). Nós gostamos de refletir sobre o mundo, sobre nossas experiências; Gostamos de discutir aspectos, abrir diálogos, realizar reflexões. Eu não tenho a cabeça fechada, pelo contrário, sou bastante aberto a demais opiniões e posições; e por não ser intolerante, tenho facilidade em mudar de opinião quando uma nova posição me parece mais fundamentada.

Você veio aqui, fez uma lista de opiniões, não fundamentou nenhuma; Buscou me atacar pessoalmente, de leve, obviamente porque perdeu o ponto da reflexão e algum momento se sentiu reduzido pelas definições buscadas. Se você se sentiu ofendido, peço desculpas pessoalmente pelo fato, mas não me arrependo de nenhuma opinião dada.

No meu entendimento, se eu quero fazer uma reflexão sobre o assunto, esse seria o local correto (Fórum exclusivo de Lego, Sala Generalidades). Este tópico já tem mais de uma centena de visualizações e diversas respostas; Posso dizer facilmente que é o tópico mais interativo do mês. Se o objetivo do Fórum e realizar interação entre os membros e usuários, missão cumprida.
9
Generalidades / Re:MOCCERS ATIVOS NO BRASIL
« Última Mensagem: por Gui Begotti Online Hoje às 11:27:54 »
Bom, não ia comentar nada, mas a treta ta instaurada...
Na minha opinião de m*&%, a cobrança não devia vir pra gente e sim para LEGO, como nosso colega apontou a uns posts atrás, nós não temos pick a brick aqui ainda... Ah mas já sabemos todos os porquês disso, e não veio pra cá por causa de burocracias, na boa, se a LEGO realmente se importasse com o nosso gasto, ela teria trazido.
E digo pela experiência que estou tendo com a EXPO no Cidade São Paulo, se a LEGO do Brasil tivesse pensado em nos apoiar efetivamente ao invés de criar competições, eles lucrariam muito mais.
Não só um, mas umas dezenas de pessoas perguntaram só pra mim se o que estávamos usando era LEGO mesmo e porque o nome era LUG... imagino a quantidade de perguntas para os outros monitores.
E ainda digo mais, alguns pais me perguntaram sedentos porque não tínhamos um balcão com sets sendo vendidos, quando eu respondia que a LEGO não estava conosco na ação eles simplesmente diziam: que pena, perderam de ganhar dinheiro.
Tive que fazer uma compra em dólares agora no bricklink, pois não tenho forma fácil e barata de comprar por aqui, e isso acontece com todo mundo aqui.
Espero que a LEGO veja mesmo os nossos fóruns e entenda o que estamos pedindo...


Sent from my ASUS_T00J using Tapatalk

10
MOCs & MODs / Re:MOC: Joker's Steampunk Origin
« Última Mensagem: por Gui Begotti Online Hoje às 10:53:24 »
Obrigado gente... Então, queria ter postado, mas esse é um ano de TCC e as provas finais do quadrimestre estão chegando e ainda estou fazendo um freelance para uma empresa. Junta tudo isso com a nossa vida social e lascamo-nos

Sent from my ASUS_T00J using Tapatalk

Páginas: [1] 2 3 ... 10